Big Data e os novos caminhos da informação

Este é um artigo de Leonardo Almeida Bortoletto* publicado no Blog do PCO no dia 17 de Setembro de 2015.

O termo Big Data é uma expressão que vem do inglês e, em tradução livre, significa grandes dados. Está em voga nos últimos tempos devido ao fenômeno e avanço da troca de dados, armazenamento e comunicação virtual. Apesar da muitas pessoas ainda terem pouca familiaridade com o termo, Big Data é um processo com bastante estrada e que começou a ganhar força por aqui em 2005, com a entrada da gigante Google no mercado da comunicação.

Na essência do conceito estão três pilares: volume, velocidade e variedade, que podem ser aplicados simultaneamente dentro de uma empresa ou negócio, ou de forma fragmentada. Este tipo de modelo permite ao programador ou desenvolvedor de estratégia filtrar, coletar e cruzar dados de maneira relevante, para que possa aplicar estas informações em prol de seu negócio.

Para Leonardo Bortoletto, especialista em Inteligência Digital, o sistema de fluxo e cruzamento de dados é um caminho a ser considerado por empresas e empreendedores como forma de otimizar seus negócios, pois seu uso pode facilitar a captação e aplicação de dados relevantes, fazendo com que o dono do negócio possa aplicar de forma mais precisa suas ações.

“O modo como lidamos com as informações atualmente, estruturadas ou não, é resultado de uma longa evolução no compartilhamento da informática. De forma mais simplificada, Big Data é um mecanismo de cruzamento de dados que realizamos absolutamente pra tudo. Desde a inserção de informação em bancos de dados corporativos até o controle da área de trade em supermercados, por exemplo”, destaca Bortoletto.

Segundo o especialista, o dono de um comércio precisa conhecer o fluxo de sua demanda, os produtos mais procurados, as marcas com maior saída e dias da semana que tem maior volume de vendas no local. “Com todas estas informações em mãos e um programa básico de cruzamento de dados, ele saberá o que colocar nas gôndolas e quais os dias as vendas são mais fracas para que possa fazer promoções”, completa Leonardo Bortoletto.

*Leonardo Almeida Bortoletto é especialista em Inteligência Digital, presidente da Web Consult e presidente executivo da SUCESU Minas. É Conselheiro titular do MGTI; membro do Conselho Deliberativo da Fumsoft, fundador e diretor do Clube de Permuta.