Telefonia móvel ultrapassa telefonia fixa no Brasil

Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que, pela primeira vez, mais residências usam celulares ao invés dos telefones móveis. Na última pesquisa, realizada em 2011, os resultados ainda revelavam que as residências que utilizavam celular estavam atrás dos telefones fixos: pouco mais de 49%.

telefone fixo

Para pensarmos em como estamos caminhando da telefonia fixa para a móvel, é legal relembrar alguns fatos históricos. O primeiro telefone chegou ao Brasil como presente para Dom Pedro II, e então as centrais telefônicas começaram a ser instaladas principalmente no sudeste e sul brasileiro. Logo depois, o Rio de Janeiro contava com 5 centrais telefônicas instaladas, e cada uma comportava mil linhas telefônicas. Você consegue imaginar uma cidade como o Rio com apenas cinco mil linhas?

A partir daí, o telefone começou a se popularizar facilitar a vida de todos: o ddd começou a funcionar em 1958. As ligações ainda tinham que passar pelas telefonistas das centrais, mas já foi um enorme avanço só da comunicação não precisar mais da demora dos telégrafos e cartas.

O orelhão surgiu logo em seguida, e facilitou a vida de muita gente por permitir a comunicação “móvel”.  Hoje, estes aparelhos estão em sua maior parte sucateados e existe um projeto interessante da Anatel, de colocar internet wi-fi neles. Já falamos sobre isso aqui, lembram?

A partir dos anos 90, os celulares chegaram com força total no Brasil. Inicialmente, eram aparelhos caros, e as companhias telefônicas também cobravam valores altos por suas ligações. Aos poucos, os benefícios trazidos pela mobilidade aliados ao surgimento de novas marcas e modelos – o que contribuiu para a redução nos preços -, fizeram com que eles caíssem no gosto popular. Hoje, segundo a União Internacional das Telecomunicações, o Brasil é sexto maior mercado do mundo em telefonia celular.

Essa mesma pesquisa do IBGE mostra que o mercado de linhas fixas está estagnado, tendo ainda se mantido estável pelos planos de banda larga das operadoras que unem internet e telefone fixo. Outro apontamento reveleado é que todos que possuem linha fixa desejam uma linha móvel ou já a tem – a parcela de domicílios que contam só com aparelho fixo recuou de 3,5% para 3%. E você, ainda usa o telefone fixo?

 

Texto por: Ana dos Anjos e Fernanda Lacerda